Solo         Colaborações         Comissionados        Sobre   









Stefanie Egedy mora e trabalha em Berlim.


Stefanie é uma sound worker, cuja prática envolve som. Seu motto é sub-grave, grave, subwoofers e suas capacidades de se revelarem presentes no espaço. Explorando corpos humanos e arquitetônicos, as interações e o potencial para novas criações são de de seu grande interesse. Sitiada por esse cenário, Stefanie opera no cruzamento entre a linguagem sonora e a musical para investigar a comunicação entre os seres.

Stefanie trabalha com gravações de campo, sons eletrônicos e materiais diários. Ao lado de Simon Fernandes, dirige o selo COISAS QUE MATAM, pesquisa as relações entre luz e som com Camille Laurent e é Project Manager do MONOM, Centro de Som Espacial de Berlim.

Stefanie expôs suas obras sonoras em lugares como Zentrale (Viena), Patchlab Festival (Cracóvia), Museu de Arte Moderno (Buenos Aires), MIS - Museu da Imagem e do Som (São Paulo), Spektrum (Berlim), Mamba Negra festa (São Paulo) e Festival Novas Frequências (Rio de Janeiro).


Educação


2019 Graduação em Filosofia pela PUC

2018 Graduação em Administração Pública pela Fundação Getúlio Vargas


Prêmios

Artigo - ‘’A Experiência da Aceleração e o Tempo Desertificado’’ na PUC-SP




Curriculum Vitae

Contato:
e-mail: egedystefanie@gmail.com
instagram: @stefanie_egedy